5 Maneiras de Ajudar uma Criança a ser mais Alegre e Feliz

Você já foi contagiado pela alegria de uma criança?

Adoro observar as crianças, como elas lidam com o mundo e com seus sentimentos e emoções. Nós deveríamos reagir como elas, pois assim não nos identificaríamos tanto com nossos problemas e preocupações.

Certo dia, eu estava em uma repartição pública com minha sobrinha e Tetê, sua filha de um ano e meio. Estávamos esperando para sermos atendidas. Já havia passado um bom tempo. Por isso, a pequena começou a ficar incomodada e logo expôs seus sentimentos através do choro. De repente, tive uma ideia, pois gosto de inventar coisas para ajudar as crianças a saírem de seus momentos de estresse.

Convidei Tetê para ver umas formiguinhas que estavam no jardim. Antes, eu já havia observado que tinha muitas formigas ali. Quando chegamos ao jardim, mostrei para ela um pequeno formigueiro, mas muito pequeno mesmo. As formiguinhas, que também eram minúsculas, carregavam pedacinhos de alguma flor branquinha. Tetê ficou tão feliz, que mudou totalmente e saltitava de alegria. Ela até dava uns pulinhos, sacudindo todo o corpo, dizendo que a formiguinha gostava de comer pãozinho. Para ela, os pequenos pedaços de flor eram pedaços de pão. A alegria dela era tão contagiante! Envolvidas nessa vivência, começamos a explorar o jardim e fomos descobrindo outros formigueiros. Num clima de pura alegria, o tempo passou e quando voltamos sua mamãe já estava quase pronta para irmos embora.

Desde de bem jovem, eu amo estar com as crianças. Como minha família é enorme, acompanhei e acompanho o crescimento delas. Tendo assim, algumas vezes, a oportunidade de ajudar e até interferir na educação dos meus sobrinhos e sobrinhos-netos.

Há anos que vivencio várias experiências com as crianças; e o que mais me encanta é perceber como elas, muitas vezes sozinhas, saem de momentos de tristeza e de estresse rapidamente.  Um brinquedo, algo interessante que veem, um pensamento, uma lembrança, um alimento…. Enfim, na hora em que estão passando por um momento de estresse, elas conseguem mudar totalmente, como se nada tivesse acontecido. Os pequenos mudam de foco e, de repente, estão saltitando de alegria.

Porém, algumas vezes, precisam da ajuda de um adulto para saírem de momentos estressantes. Assim como precisam de alguém para ajudá-las a serem crianças e fazerem coisas que necessitam para serem felizes e manterem a alegria tão latente nelas.

Quero que você me acompanhe neste texto, em que vou apresentar algumas maneiras de como podemos ajudar as crianças a deixarem a alegria que habita em seus corações fluir em diferentes momentos do dia-a-dia ou quando estão estressadas, tristes ou felizes.

1-BRINCAR COM OS PEQUENOS

Você já percebeu como as crianças ficam quando tem um adulto(s) envolvido(s) com suas brincadeiras?

Certo dia, eu estava numa praia na Bahia. Fiquei um tempo observando um pai que brincava com seu filho. A criança curtia cada momento com seu pai. E ele se envolvia em cada proposta do filho. Que lindo vê-los curtindo aquele momento; principalmente o menino, que demonstrava no brilho dos olhos, a felicidade em brincar com seu pai.

Resolvi, em um determinado momento, conversar com aquele pai e parabenizá-lo. Ele me disse que não brincou e curtiu tanto momentos de lazer com o primeiro filho. Porém, depois que tomou a consciência da importância do brincar com os filhos, ele mudou. Ainda acrescentou que, além de perceber uma enorme diferença na vida das crianças, ele também se beneficia, pois ao se entregar para essa experiência em seu dia a dia, sente que fica mais leve e mais feliz.

Muitas vezes, podemos ampliar nossos horizontes com atividades divertidas e integrativas. No entando, precisamos nos observar se, quando estamos com as crianças, nossa presença é efetiva; ou se, na verdade, estamos perto, porém longes. Muitas vezes, estamos com elas, mas cada um com seu aparelho eletrônico, sem qualquer interação. Portanto, se um adulto convida a criança para brincar na natureza ou com seus brinquedos, ela ficará tão, mas tão feliz e passará a ter vivências valiosas para o seu desenvolvimento físico, mental e emocional. Assim, crie esses momentos e também perceba a validade deles tanto para a criança quanto para você.

No mundo de hoje, a vida muitas vezes depende do uso dos aparelhos eletrônicos, por terem o seu valor na logística de nosso dia a dia.  Portanto, somos nós, os adultos, que deveríamos identificar quando a tecnologia  é realmente necessária. Isso porque somos exemplos para as crianças e temos o papel de ajudá-las a não se tornarem escravas desses recursos.

Uma coisa é certa, brincar sempre foi e sempre será uma ação valiosa na vida de uma criança, pois ela cria, inventa, aprende, imagina e se diverte. Ao fazer isso com os pais e adultos que ela ama, o gosto é diferente. O que você acha de brincar com as crianças que convive e aproveitar para curtir a sua criança interior!?

2- CURTIR A NATUREZA JUNTOS

Que tal mergulhar nas experiências da criança com a natureza?

Todos saindo, correndo para uma festa e a criança da família para e diz: “Vejam, vejam, como ela é linda!” Lua parou e ficou um tempo curtindo uma linda borboleta que pousou em seu braço. Parecia que aquela borboleta entendia tudo o que, com muito carinho, a menina Lua dizia. O pai parou por um instante e se perguntou, “por que correr?” A esposa voltou, e perguntou: “Por que vocês estão parados aí?” O marido disse bem baixinho: “Observe Lua!” Enquanto todo esse movimento acontecia, lá estava a menina correndo atrás da borboleta. Seus pais uniram-se a ela e também começaram a correr e curtir aquele momento de divertimento.

Depois disso, o casal começou a observar o quanto a  filha tinha um jeito lindo de curtir e vivenciar a natureza. A partir dessa experiência, eles sempre aproveitam pequenos momentos, mesmo durante a semana, para sentir a natureza com a filha, os sons, cheiros, formas e assim por diante. É como se eles dessem grandes mergulhos em cada vivência de calma e de paz que a natureza oferece.

Experimente curtir a natureza junto com as crianças; quem sabe você também vai fazer novas descobertas e mergulhar profundamente em seus encantos!

3- VAMOS CORRER JUNTOS?

Curtindo brincadeiras esquecidas, você também terá a chance de relembrar a alegria do brincar…

Uma família inteira no jardim brincando de esconde-esconde, você pode imaginar o quão divertido é, não é mesmo? Assim começou o primeiro dia de férias na casa de uma amiga. O mais gostoso é que eu tive a bela oportunidade de participar dessa vivência em família.

Tudo começou quando umas das crianças falou: “vamos correr juntos?” Como o pai ama brincar com os filhos, logo apoiou e convidou a todos. Aquela experiência sempre estará marcada em meu coração e em minha alma, pois ver nos olhos das crianças a alegria de estar brincando, de correr para lá e para cá com seus pais, tocou-me profundamente.

Talvez não seja muito o seu estilo fazer este tipo de coisa ou para você é tão maravilhoso fazer isso quanto ter sucesso no trabalho ou em seus negócios. Para quem ainda não se sente à vontade, experimente. Você que já sabe o sabor dessa vivência, por favor, continue a fazer isso, mesmo que os filhos já sejam adolescentes ou adultos. Imagina que divertido!

Sabemos que muitas crianças estão distante das brincadeiras por vários motivos – excesso de atividades, escolas muito exigentes e uso descontrolado dos eletrônicos. Sempre que você possa, brinque ou leve seus filhos e as crianças que conhece para brincar. Curta as brincadeiras esquecidas, pois assim você também terá a chance de relembrar a alegria do brincar… Além disso, estará ajudando as crianças a vivenciarem algo que elas precisam agora, não amanhã. Dessa forma, quando eles forem adultos, ficarão à vontade para fazer o mesmo: ajudar as crianças a serem crianças!

4- PRATICAR YOGA

Normalmente as crianças amam yoga. Você já praticou com elas?

“Tia Cris, quero fazer yoga agóia”, foi com essa fala de Sofia que fui recepcionada na casa de minha Dinda, minha irmã mais velha. A maior delícia é que sempre é assim… As crianças de minha família  amam fazer yoga comigo. Moro muito longe delas, mas, sempre que estamos juntos, a prática da yoga está incluída em minha visita à família. As crianças adoram fazer yoga com música, com histórias e brincadeiras. E o mais importante é que, mesmo sendo em família, elas vão aprendendo os conceitos da yoga de uma forma lúdica e divertida.

Hoje, temos no mercado vários livros interessantes, videos e matérias sobre yoga para crianças que poderão ajudar a praticar yoga com os pequenos. Caso você já proporciona esses momentos para as crianças, vá em frente e faça isso mais e mais. Quem ainda não sentiu o gosto dessa experiência poderia tentar… Você vai adorar ver o tanto que os pequenos amam e se envolvem na prática.

 

5- MEDITAR

Ensinar as crianças do mundo atual a meditar é o melhor remédio que podemos oferecer para elas!

Lá eu estava, em São Paulo, na Escola Arte de Ser, trabalhando com crianças e famílias super especiais. Posso dizer que o tempo em que trabalhei nessa escola foi permeado com as mais belas experiências em educação que já tive na minha vida.

Certo dia, Luan e um amigo não estavam conseguindo resolver uma situação de conflito. Ele veio a mim disse: “Tia Cris, vou meditar, pois eu e Guto não estamos muito nos entendendo”. Ele meditou por alguns segundos e disse: “Já sei, vou pedir perdão para Guto”. Que lindo isso, não é verdade? Ninguém sugeriu nada, ninguém disse para ele: “peça desculpas, peça perdão”. Ele, por sua própria conta, usou o recurso que era ensinado tanto na escola, quanto em sua casa. Um recurso muito mais especial do que qualquer conversa ou sugestão de um adulto. Um recurso que ele poderá usar em qualquer fase de sua vida para encontrar as soluções para os dilemas da vida.

Dentro desse contexto, sempre que possa, ofereça às crianças de seu convívio a prática da meditação. Assim, elas poderão encontrar dentro de si mesmas as respostas para suas perguntas e desafios, como as belas qualidades que habitam em sua alma. Com isso, ensinar as crianças do mundo atual a meditar é o melhor remédio que podemos oferecer para elas!

 

ATENÇÃO, FIQUE DE OLHO!

Todos estamos repletos de muitas atividades, responsabilidades e obrigações. Mas quando temos crianças no nosso entorno, precisamos nos lembrar de que elas necessitam de nós, da nossa presença e do nosso apoio.  Aqueles que optaram por não ter filhos e amam crianças,  podem proporcionar a elas a  vivência dessas cinco maneiras de sentir a alegria e a felicidade. Os pais que costumam oferecer essas experiências, podem apenas ficar de OLHOOO para sempre se lembrarem de oferecer aos pequenos esses momentos de prazer e alegria. E você que ainda não tem muita afinidade com esses recursos, pode ir experimentando…

Convido todos nós, todos nós: vamos ficar de OLHO,  pois várias crianças estão apresentando sintomas físicos e emocionais, que, até então, estavam presentes somente na vida do adulto. Em muitos casos, isso acontece porque são escravas de hábitos prejudiciais. Se existem crianças em nosso caminho, em nossa vida, somente nós podemos ajudá-las a conhecer outras possibilidades e a entender a importância do equilíbrio para termos uma vida saudável.
Criança é criança, precisa de se movimentar, pular, correr, brincar, imaginar, criar….

Atenção, fique de olho! Isso porque a infância passa muito rápido. Então, não deixe de aproveitar a chance de ajudar as crianças a serem felizes e saltitarem de alegria, pois essa é a verdadeira natureza delas!

Comments

comments

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.