Vivendo a Calma e a Tranquilidade em Família

Veja se você se identifica com esse ritual: buscar um filho na escola; levar outro à natação; correr para fazer compras; aproveitar um tempinho para agendar uma consulta médica ou uma terapia; ir à aula de música, inglês, ioga e por aí vai…

Observando e conversando com alguns pais e mães, esse movimento de uma agenda lotada faz parte da vida da grande maioria das famílias.

Muitos estão atentos e perguntam-se: Existem momentos de calma e tranquilidade em nossa família? Estamos brincando juntos? Meditamos e fazemos ioga juntos? Assistimos filmes? Temos espaço para jogar, brincar, imaginar, criar, sonhar em companhia de nossos filhos?

Nós, adultos, estamos tão ligados no fazer que em nossa rotina não paramos para curtir, sentir, relaxar e acalmar…Assim, o quadro que se mostra é de adultos com agendas cheias sem tempo para se aquietarem e crianças com excesso de atividades, aprendendo que a vida é estar o tempo todo ligado, fazendo e fazendo coisas.

Há famílias que sempre estão atentas e empenhadas em realizar suas atividades diárias centradas na calma interior, pois descobriram que quando temos tempo para mergulhar nessa calma, que está dentro de nós, fazemos o que temos de fazer centrados no equilíbrio. Paramahansa Yogananda, autor de “Autobiografia de um Iogue”, nos convida e nos motiva a viver dessa forma quando diz: “Sou um príncipe de paz centrado no trono do equilíbrio, dirigindo o reino de minhas atividades.”

Então que tal você estipular hoje mesmo, um tempo para respirar, relaxar e fazer ioga? Pode ser no início do dia, enquanto todos dormem, no final da tarde ou a noite, quando se reduz o ritmo das atividades diárias. Procure desligar-se de todas as preocupações e afazeres, respirando, relaxando e sentindo o efeito disso em sua vida. Você ficará surpreso, pois passa a ter mais tempo…Naturalmente começará a eliminar o que é desnecessário em sua rotina e passará a realizar o que realmente é necessário para viver focado na calma.

É muito lindo observar as famílias que realmente vivem esses momentos de tranquilidade. Por exemplo, enquanto o pai está brincando, jogando ou passeando com os filhos, a mãe está tendo o seu momento para descansar e relaxar. Assim, eles vão inventando todos os dias um jeito para que cada um tenha tanto o seu momento com as crianças como um tempo para mergulhar em seu mundo interior. Outros conseguem ter tempo para viver essa quietude juntos, enquanto as crianças dormem. E, desse modo, os pais – fortalecidos em seus momentos de calma – também criam tempo para que a família pratique ioga ou outros exercícios, que possam acalmar e relaxar.

O tempo vai aumentando para essas atividades e pais e filhos passam a descobrir que essa sensação de tranquilidade e calma pode vir de outras formas. Quando substituem o uso excessivo da televisão, computador e celular por outras atividades, tais como: caminhadas na natureza, brincadeiras, jogos, fazer desenhos, colagens e pinturas juntos, eles vão descobrindo que essas vivências os ajudam a relaxar e a se distanciar do mundo e suas inúmeras demandas. E as crianças se tornam mais felizes por estarem com seus pais e, consequentemente, vão ganhando mais equilíbrio emocional. O mais valioso efeito é ver a saltitante alegria de uma criança, quando em companhia de seus pais, está saboreando um divertimento ou um relaxamento!

Comments

comments

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.