Meditação

A ciência comprova: meditar modifica o cérebro

A  ciência comprova:  meditar modifica o cérebro
Junte-se a mais de 6 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

As pesquisas científicas são baseadas nas demandas da sociedade. É por isso que o interesse dos cientistas cresce em relação aos efeitos que a meditação tem sobre a saúde (física e mental), visto que  o número de praticantes aumenta consideravelmente.  

Nos Estados Unidos, o número de adultos que praticam meditação triplicou entre 2012 e 2017. A meditação entre crianças também cresceu, passando de 0,6% em 2012 a 5,4% em 2017, segundo dados do NHIS (National Health Interview Survey).  

O Hospital Israelita Albert Einstein, a Unifesp e o Instituto Appana Mind realizaram uma pesquisa em um grupo com níveis alarmantes de estresse, que era formado por cuidadores de pacientes com Alzheimer. Eles praticaram 1h15min de ioga e meditação três vezes por semana, ao longo de dois meses. Ficou comprovada a redução pela metade os níveis de cortisol (principal hormônio relacionado ao estresse). 

Inúmeras pesquisas realizadas por universidades e institutos conceituados dão embasamento científico ao que já se sabia na prática: que a meditação é um instrumento poderoso no combate ao estresse, insônia e ansiedade. Porém, as descobertas em relação aos benefícios da meditação avançam cada vez mais. Elas inclusive comprovam que a meditação muda a estrutura do cérebro.

meditacao-altera-o-cerebro 

Um Cérebro Mais Eficiente 

O Instituto do Cérebro do Hospital Albert Einstein realizou testes de atenção sustentada durante um exame de ressonância magnética funcional em que participavam tanto pessoas que meditavam com regularidade quanto aquelas que não meditavam.  Estas últimas precisavam ativar mais áreas cerebrais para obter a mesma performance, o que leva a concluir que quem medita tem um cérebro mais eficiente neste tipo de teste de atenção. 

Outro estudo que o Instituto do Cérebro publicou na revista Plos One afirma que é possível reconhecer, com uma precisão de 95%, se um cérebro, pela sua própria estrutura, pertence a alguém que medita com regularidade.   

A cientista que começou a meditar 

Neurocientista do Massachusetts General Hospital e Harvard Medical School, Sara Lazar foi a uma aula de Yoga para alongar, depois de sofrer uma lesão na perna ao treinar para uma maratona. Com a prática, a cética cientista descobriu que sentia um bem-estar e uma compaixão que jamais havia experimentado. Desde então, este se tornou o tema de sua pesquisa de pós-doutorado em biologia molecular.  

 Ela queria ver como a meditação atuava no cérebro de modo a diminuir o estresse, a ansiedade, a depressão e a insônia e concluiu que a meditação muda o cérebro! Após oito semanas analisando um grupo de meditadores, foram observadas diferenças no volume cerebral dos praticantes.   

 A principal diferença foi no córtex cingulado posterior, ligado à divagação. Também, registraram espessamento no hipocampo esquerdo (ligado ao aprendizado, memória e regulação emocional) e na junção temporoparietal, ligada à tomada de decisões e julgamentos morais. Além disso, a amígdala (parte do cérebro que processa emoções como medo, raiva e estresse) diminuiu de tamanho.  

 A cientista Sara Lazar tornou-se uma praticante de meditação e passou a recomendá-la, após ver as profundas influências tanto em suas pesquisas quanto em sua própria vida. 

CONVITE ESPECIAL 

Jornada Online de 21 dias de Meditação para Pais e Educadores

“ME” – Meditar para Educar – é um curso online com 21 desafios, em que você vai meditar, sentir e praticar formas criativas que podem mudar o seu olhar em relação a você mesmo e  às crianças com quem convive ou trabalha. O ME é baseado na Yoga, Mindfulness, Conceitos e Métodos Pedagógicos.

Você – educador, mãe, pai, avó, professor de Yoga, pedagogo ou psicólogo – talvez já medite ou tenha vontade de começar a meditar. É por isso que queremos lhe convidar para conhecer o “ME”:  um jeito de olhar a meditação. Meditar se torna uma preciosa ferramenta que nos ajuda a lidar com os desafios que vivenciamos com as crianças (filhos, alunos, netos, sobrinhos…) e também com as pessoas em geral.

No método “ME”, os desafios e as orientações estão publicados em uma área de membros exclusiva. Caso você perca o desafio do dia, poderá acumular desafios. Porém, a prática correta dos mesmos, criará em você uma força para adquirir uma disciplina natural e prazerosa.

Inscreva-se e participe >> https://lp.crispitanga.com.br/jornada-de-21-dias/

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 4 =

error: Content is protected !!