Meditação Guiada para Crianças - Manual Prático Completo

Meditação para Crianças

Meditação Guiada para Crianças - Manual Prático Completo

Meditação Guiada para Crianças - Manual Prático Completo
Junte-se a mais de 6 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Seus filhos ou alunos estão precisando se acalmar? Eles estão com dificuldade de se concentrar? Não conseguem relaxar? Ou, ainda, necessitam aprender a controlar suas emoções? Se alguma das respostas for positiva, vale a pena ler este texto e estar receptivo aos benefícios que a meditação traz para as crianças.

Atualmente, muitos  educadores sentem um desconforto por vivenciar diferentes situações desafiadoras com crianças ou jovens, que se mostram agitados, ansiosos, nervosos, tristes ou com raiva. Isso faz com que muitos professores e pais não saibam lidar com esses desafios, tornando-se estressados e ficando, inclusive, sem energia. 

Como o amor pelas nossas crianças é imensurável, precisamos aprender a agir com carinho e sabedoria quando essas situações surgirem. Por isso, você está convidado a conhecer uma das formas mais elevadas de lidar com essas questões: a meditação!

Assim, quem sabe a solução seja a prática da Meditação Guiada para Crianças?

meditacao-guiada-para-criancas

O que é Meditação Guiada para Crianças?

O que a Meditação Guiada pode trazer de bom para a vida dos meus filhos ou alunos?

Se você ainda não conhece os benefícios dessa maravilhosa prática, leia este artigo até o fim, pois é provável que, ao final,  você esteja determinado e entusiasmado a praticar e ensinar meditação para as crianças! 

A ERA DA INFORMAÇÃO OU ERA DA DISTRAÇÃO?

Vivemos em um mundo em que as informações nos chegam por diferentes meios o tempo inteiro. Em nenhum outro momento da História, vivemos com tantas atrações e distrações. Uma criança desta geração atual, desde que nasce, é bombardeada com constantes entretenimentos.

Programas de TV, Smartphones, Internet, Vídeos, Músicas, Anúncios, Banners Jogos… O sistema tem feito de tudo para nos distrair e nos manter ocupados.  É claro que, em meio a esse universo de informações e tecnologias constantes, temos muito a aprender e evoluir, existem muitas áreas maravilhosas a serem descobertas.

Os dados revelam que, no Brasil, em 2019, 149,1 milhões de pessoas têm acesso à internet, como demonstra o gráfico abaixo:

Os meios digitais surgiram no contexto da globalização e facilitam a comunicação na era atual. O problema, de fato não são as redes sociais em si, mas o conteúdo que se encontra nelas – que nem sempre é de qualidade nem sequer está engajado com a evolução da nossa consciência e de nossas crianças. Também é preocupante a forma como as redes são utilizadas, que, para maioria, é de forma descontrolada.

Estamos na “Era da Informação”, mas poderíamos chamar de “Era da Distração.”

era da distração

Muitos pais e professores realmente ficam sem alternativa para conseguir acalmar os filhos e alunos. E, dessa forma, acabam permitindo que os filhos recebam essas distrações, sem dar limites, para poder ter um pouco de descanso e para que as crianças se acalmem.

DANOS CAUSADOS ÀS CRIANÇAS PELO EXCESSO DE DISTRAÇÕES

No momento em que as crianças estão envolvidas com o uso de eletrônicos, pode até parecer que estão paradas, quietas e calmas. Porém, na verdade, o excesso de informação de baixa qualidade acaba influenciando direta e negativamente na produtividade e na criatividade das crianças. Isso porque toda essa distração atrapalha o seu foco – e sem uma mente concentrada não se consegue realizar tarefas simples e, muito menos, as mais complexas. 

Tanto para os jovens quanto para as crianças é difícil discernir se a informação que recebem é positiva ou negativa para sua saúde mental, física e espiritual. Muitos ficam acostumados com o excesso de distrações, tornando-se viciados no uso dos aparelhos eletrônicos.

Em muitos casos, pais e educadores sequer se dão conta desse perigo, pois essas programações de baixa capacidade evolutiva vêm fantasiadas com estímulos que atraem a atenção dos pequenos e, ainda, com o rótulo de “Toda Criança Ama”.

Isso é alarmante!!! Assim como os adultos estão sendo influenciados por essas distrações e informações de má qualidade, imagine as crianças.  Devemos ficar atentos e cuidar tanto de nossa saúde mental, como também da mente ainda em desenvolvimento das nossas crianças.

Dados mostram que, em 2017, 85% das crianças e adolescentes de 9 a 17 anos eram usuários da internet, o que corresponde a 24,7 milhões de usuários no Brasil, de acordo com a pesquisa Tic Kids Online – Brasil. Para acessarem a rede, 93% dessas crianças e adolescentes utilizaram o telefone celular, sendo que o uso exclusivo desse dispositivo para acessar a internet chegou a 44% em 2017.

pequenos-conectados

De acordo com Guia da Sociedade Brasileira de Pediatria, o uso das telas deve ser limitado e proporcional as etapas do desenvolvimento cerebral, mental, cognitivo e psicossocial das crianças e adolescentes. 

A professora do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG Liubiana Arantes de Araújo exemplifica que “dos 2 aos 5 anos, a recomendação é para que esse contato ocorra por, no máximo, uma hora por dia. Entre 5 e 12 anos, a conexão deve ser restrita a uma hora e meia por dia. O uso prolongando por essas crianças pode provocar distúrbios de visão, cefaleia, rompantes de irritabilidade, além de problemas causados pelo sedentarismo, como a obesidade”.

A professora ainda orienta que “até os seis anos de idade, as crianças ainda não conseguem separar fantasia da realidade, por isso devem ser protegidas da violência virtual. Atenção, principalmente, aos vídeos, jogos e brincadeiras que estão na rede, com linguagens atrativas, mas que podem estar incentivando comportamentos mais agressivos, ou modas que colocam a vida das crianças em risco”.

 A pesquisa da Tic Kids Online – Brasil revela que 70% dos pais ou responsáveis acreditavam que as crianças e adolescentes fazem um uso seguro da Internet. Por outro lado, 50% das crianças e adolescentes usuários da rede relatam que seus pais ou responsáveis sabem pouco ou nada sobre suas atividades na Internet.  

Portanto, o cuidado deve ser redobrado em relação ao conteúdo que os pequenos têm acesso.

pais e educadores

PAIS E EDUCADORES SÃO O EXEMPLO DAS CRIANÇAS

O exemplo dos pais e educadores é fundamental para que as crianças utilizem a internet de uma maneira mais saudável. Se a criança cresce  em contato com adultos que utilizam esses meios com muita frequência, provavelmente vão desenvolver hábitos parecidos.

Nesse momento, para refletirmos, trago uma citação que se encaixa perfeitamente no tema, de autoria de Paramahansa Yogananda – fundador da Self-Realizaton Fellowship: 

“O alimento espiritual oferecido à uma planta humana nos primeiros anos de sua vida geralmente determina o seu desenvolvimento.” 

Dessa forma, é fundamental que pais e educadores se conscientizem e também conscientizem os pequeninos. Afinal, eles serão a nova geração!! 

Assim, contribua para um mundo melhor, um mundo com mais consciência. Para que esse olhar cuidadoso em relação ao uso dos eletrônicos comece desde cedo, é necessário um envolvimento maior por parte dos adultos que estão no entorno das crianças e jovens. Isso porque somente os educadores (sejam os pais ou os professores) poderão ajudá-los a perceber o que realmente é melhor e mais adequado para suas vidas.

O QUE É MEDITAÇÃO?

Como vimos acima, vivemos em um mundo repleto de distrações em que nunca – ou quase nunca- paramos para nos interiorizar e analisar o que realmente é melhor para nós e para as crianças e jovens com os quais convivemos. Isso é um sério risco, uma vez que a falta de equilíbrio e a falta de uma análise cuidadosa sobre as escolhas que fazemos para nossas vidas, pode ser a causa de problemas mentais, físicos e espirituais.

Uma boa solução para esse momento é a meditação!

Mas, afinal, o que é meditação? Meditar é praticar técnicas específicas que nos ajudam a focar nossa atenção em um único ponto, com o objetivo de alcançar clareza mental, emocional e desenvolver o autoconhecimento.

A meditação, com certeza, vai ajudar os pequeninos a encontrarem dentro si mesmos o equilíbrio interno e externo!

BENEFÍCIOS DA MEDITAÇÃO PARA CRIANÇAS

meditacao-para-criancas-guiada

Acalma e Tranquiliza

A meditação direciona a energia da criança para seu interior, produzindo estabilidade corporal e mental, levando-a à calma. Essa técnica produz sensação de relaxamento e tranquilidade.

Aumenta o vínculo afetivo

A meditação nos ajuda a acionar as qualidades da paz e do amor. Quando pais e filhos, educadores e alunos meditam juntos, além se beneficiarem com a prática, também fortalecem seus vínculos afetivos.

Aumenta a capacidade de concentração

exercicios-de-meditacao-para-criancas

A meditação contribui para o desenvolvimento da atenção plena. Assim, o praticante se torna mais consciente e percebe o que acontece em seu mundo interno e externo. A expansão do foco aumenta o potencial de concentração durante a prática da meditação. Portanto, o praticante leva essa habilidade para a realização de suas atividades diárias.

Estabelece o autocontrole e estimula o autoconhecimento

Com o desenvolvimento da calma, da concentração e da tranquilidade, começa a florescer o autocontrole na criança, que se inicia com a observação da própria respiração e do foco da atenção durante a prática meditativa. Com o auxílio dos familiares e dos educadores, a criança passa a ter mais controle de suas ações, dos atos impulsivos, de suas emoções, passando a lidar melhor com a ansiedade, raiva, tristeza ou nervosismo. Aumentando o autocontrole, a criança vai, aos poucos, desenvolvendo o autoconhecimento que é primordial para o seu amadurecimento futuro.

Desperta a intuição e a sabedoria

As crianças, assim como os adultos, fazem escolhas e tomam decisões. Para desenvolver o discernimento, ou seja, para aprender a fazer a melhor escolha é preciso ouvir a própria intuição. Somente através da paz interior, com o relaxamento da mente e do corpo, é que podemos sentir e ouvir a voz de nosso coração, que é a voz da sabedoria. Com a prática da meditação, despertamos a intuição naturalmente, como o desabrochar de uma flor.

Motiva a cultivar bons pensamentos

Buda já dizia: “Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo.”

Pais e educadores podem ensinar às crianças como tornar suas vidas mais alegres com o cultivo dos pensamentos positivos. Existem técnicas de meditação que atuam diretamente nesse tópico e podem despertar, desde de cedo, em nossas crianças o interesse em cuidar de seus pensamentos para que sua vida seja um reflexo do amor, benevolência, caridade, saúde, paz e prosperidade.

Ajuda a acessar as qualidades da alma

Em nosso corpo físico, reside a nossa alma – plena de abundância e das mais belas qualidades. O esforço da meditação diária nos auxilia a nos reconectarmos com essas qualidades de nossa alma. Somos seres de Luz e Amor. Desse modo, de forma lúdica, criativa e profunda, podemos ensinar às crianças maneiras de como acessar esse paraíso portátil interior.

Incentiva o cultivo dos bons hábitos

A meditação fundamentada nos ensinamentos milenares da Yoga, tem por objetivo ajudar as crianças e jovens a compreender como podem analisar seus hábitos e transmutá-los quando preciso, cultivando, assim, apenas os bons hábitos.

Conduz o praticante a um estado de felicidade permanente

No livro “Onde Existe Luz”, Paramahansa Yogananda diz:

“A natureza da alma é bem-aventurança: um estado interior de sempre nova alegria.”

O praticante de meditação gradualmente vai desenvolvendo e cultivando cada vez mais essa sempre nova felicidade – um estado de alegria duradoura, que está em seu interior independente do que aconteça à sua volta.

É claro que é necessário empenho, foco e prática para que possa gradativamente alcançar esse estado de bem-aventurança. Quanto mais cedo você e os pequeninos começarem, melhor será. 

Meditação guiada para crianças-cris-pitanga

MEDITAÇÃO GUIADA PARA CRIANÇAS

A meditação guiada é a forma mais fácil para quem quer começar a meditar.

Ela atua como uma viagem lúdica na imaginação da pessoa com o intuito de propiciar a calma e o relaxamento do corpo e da mente. Opera como uma ferramenta de controle do estresse, revigorando o corpo, a mente e a alma.

Pode ser conduzida por meio de uma pessoa, que guia todo o processo meditativo. Pode ser feita pelos pais ou educadores, assim como também através de áudios gravados.

Que tal começarmos juntos com uma meditação guiada? Primeiro, leia para a criança um trecho de autoria de Eline Snel, intitulado “Exercício do Sapo”. Depois, pratique novamente o exercício de respiração sugerido nesse texto, para conduzir a criança à paz e calma interior.

Exercício: “A Atenção do Sapo”

O exercício da atenção do sapo é uma maneira acessível de entrar em sincronia com a própria respiração. Você pode conduzir dizendo o seguinte:

“O sapo é uma criatura incrível. É capaz de enormes saltos, mas também é capaz de sentar muito, muito quieto. Apesar de estar ciente de tudo o que lhe acontece à sua volta, ele não reage prontamente. O sapo senta quieto e respira, guardando sua energia, em vez de se deixar levar por todas as ideias que passam por sua cabeça. O sapo é quieto, enquanto respira, guardando sua energia, em vez de se deixar levar por todas as ideias que passam por sua cabeça. O sapo é quieto, muito quieto, enquanto respira. Sua barriguinha de sapo sobe um pouquinho e desce. Sobe e desce. 

Tudo o que o sapo pode fazer você também pode, tudo o que você precisa é de atenção plena. Atenção para com a sua respiração. Atenção, paz e tranquilidade.”

Agora, como o sapo, vamos despertar essa atenção usando a respiração?

Sente bem quieto, quieto como um sapo.

Respire, sinta o ar entrar em você. Como a barriga do sapo, observe sua barriga subir. Agora, solte o ar e sinta a sua barriga descer.

Concentrado como um sapo, observe sua barriga subir e descer.  Coloque toda a sua atenção nessa respiração. Relaxe, acalme e sinta que você está sendo envolvido pela paz!

 

CONCLUSÃO

“Aprender a usar a meditação e aplicá-la a todos os aspectos da vida pessoal, conforme a necessidade, é semelhante a aprender a afinar um instrumento antes de aprender a tocá-lo. Orquestras e músicos dedicam tempo para aprender a afinar nossos instrumentos e sintonizá-los com os demais. Por que não os afinar antes e durante o período escolar, todos os dias? O que poderia ser mais importante do que aprender a praticar a atenção plena, como estar em paz consigo mesmo, com seus pensamentos, emoções e corpo? O que poderia ser mais importante do que aprender e exercitar a bondade consigo mesmo e os outros? Não é isso o que mais desejamos que nossos filhos aprendam?” – Eline Snel, escritora.

Se você realmente gostou e quer começar a ensinar Yoga e meditação para suas crianças, que são nossas queridas gotas de amor e luz, você está no lugar certo! 

Conheça o meu trabalho. Ela é professora de Yoga e meditação há mais de vinte anos, além de ministrar o curso Como Ensinar Yoga para Crianças por todo o Brasil. 

O seu trabalho é baseado na filosofia How-To-Live, do mestre indiano Paramahansa Yogananda, que apresenta a aplicação prática da Yoga no dia a dia, contemplando todas as áreas da vida humana: o corpo, a mente, o relacionamento com os outros, as emoções e a vida espiritual.

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =