Conto: A Menina da Lanterna

Conto: A Menina da Lanterna

Era uma vez uma menina que carregava alegremente sua lanterna pelas ruas. De repente chegou o vento e com grande ímpeto apagou a lanterna da menina. Ah! Exclamou a menina. – Quem poderá reacender a minha lanterna? Olhou para todos os lados, mas não achou ninguém. Apareceu, então, uma animal muito estranho, com espinhos nas costas, de olhos vivos, que corria e se escondia muito ligeiro pelas pedras. Era um ouriço. Querido ouriço! Exclamou a menina, – O vento apagou a minha luz. Será que Continue lendo

A Yoga para Crianças na Prevenção do Stress Infantil

A Yoga para Crianças na Prevenção do Stress Infantil

Em um mundo agitado como o de hoje, as crianças estão cada dia mais recebendo uma carga de informações nas escolas e em suas casas, que têm contribuído a viverem, precocemente, um problema comum, até pouco tempo atrás, apenas no universo adulto: o stress. As crianças são hiper-estimuladas em jogos eletrônicos, programas de televisão, escolas altamente exigentes e, com isso, precisam de um apoio para restabelecer o simples e a harmonia dentro de si, devolvendo-lhes a confiança, a serenidade e a estabilidade emocional. Além disso, Continue lendo

Espiritualidade, Afetividade e Limite

Espiritualidade, Afetividade e Limite

Disciplina na Aula de Yoga A Yoga para Crianças na Prevenção do Stress Infantil As técnicas da Yoga, as posturas, os métodos de concentração, respiração e relaxamento já facilitam grande parte do trabalho do professor no que diz respeito à disciplina, pois as técnicas em si trabalham o corpo, mente sentimentos e emoções. Porém, estamos vivendo numa época em que muitas crianças estão apresentando emoções, sentimentos e comportamentos que precisam ser reprogramados. Cabe aos adultos ajudá-las a criar novos comportamentos e novos hábitos. Pois, como Continue lendo

Conto Indiano – O que é Maya?

Conto Indiano – O que é Maya?

Certa vez, Narada (um grande sábio) disse a Krishna: “Senhor, mostre-me Maya (Ilusão Cósmica)”. Alguns dias se passaram e Krishna convidou Narada para um passeio pelo deserto e, depois de andarem algumas milhas, Krishna disse: “Narada, estou com sede; você pode trazer-me um pouco d’água?” “Partirei imediatamente, senhor, para buscar sua água.” Assim, Narada partiu. Não muito longe havia uma aldeia; entrou nela à procura de água e bateu numa porta, que foi aberta por uma linda mocinha. Ao vê-la, ele se esqueceu, imediatamente, que seu Continue lendo